Lost S06E03 What Kate Does

E ae pessoal! Temos aqui mais um review de Lost para vocês. Este post marca o padrão que os reviews de Lost vão ter aqui no Cultura Intratecal. Espero que gostem. Spoilers só depois da foto! Confiram.

IMPRESSÕES GERAIS
Muitas pessoas vão torcer o nariz para este episódio e eu até entendo os motivos, apesar de não concordar muito. Como diz o título, a história está centrada na Kate e quem não é muito fã da moça e das suas atitudes talvez se decepcione. Não temos aqui um episódio frenético, cheio de ação e empolgante. Não. O que temos aqui é um episódio mais intimista, principalmente nas cenas em que vemos Kate e Sawyer tendo uma triste conversa e no flash-sideway da Kate em LA. Sobra espaço para o desenvolvimento da história da ilha, ainda que de maneira homeopática. O pessoal do templo começa a mostrar quem de fato eles são e o que eles pretendem fazer com Sayid. E como Lost é Lost, há uma interessante surpresa no final, envolvendo um personagem “desaparecido”.
Nota: 7

NA ILHA
Tudo começa com o Sayid voltando do mundo dos mortos. O que de fato aconteceu com ele? Como alguém que morre pode ressucitar dessa forma? Se você está curioso quanto a isso e espera uma resposta completa neste episódio, não vai encontrar. Pistas são deixadas, mas ainda não é o suficiente.

Sawyer está bem diferente. A morte de Juliet destruiu o rapaz psicologicamente. O ator Josh Holloway se mostra cada vez mais competente, transformando Sawyer num personagem circular. Parece que ele não tá mais nem aí para a Ilha e para os outros Losties. Quando ele fala “Claro que ele [sayid] está vivo! Ele torturou e matou crianças, merece estar vivo” percebemos toda a sua ira e revolta.

Ele, então, decide fugir do templo e vagar sozinho pela ilha. Quem vocês acham que vai atrás de Sawyer? Óbvio, a Kate.

O que ela pretende? Será que ela vai atrás do Sawyer por algum sentimento egoísta? Eu acho que ela de fato gosta dele e ainda se sentiu preocupada com a possibilidade dele se matar.

A conversa de Kate com Sawyer no pier é o melhor momento do episódio para mim. Sawyer assume a sua culpa e Kate percebe que provavelmente perdeu ele para sempre. Lost é um excelente seriado, pois além de trabalhar muito bem com ação, mistérios e reviravoltas, ele sabe criar e cuidar muito bem de seus personagens.

E quanto ao Sayid, Jack, Hurley e Miles no templo? É, aí que está o mistério. O líder dos outros finalmente revela o seu nome, é Dongen. Ele se mostra extremamente preocupado com a situação do Sayid e até pede ajuda para o Jack. Antigamente, Jack ia negar e jamais acreditaria nas palavras de Dogen. Afinal, ele é um homem da ciência. Mas algo está mudado em Jack e isso fica evidente aqui.

Segundo o japa, Sayid está infectado. Mas não é uma infecção comum. É algo mais sobrenatural. Seria Jacob? Seria o HOMEM de PRETO? Quem está tomando o corpo de Sayid?

Quase tão misterioso que isso é o surgimento de Claire no final do episódio. Parece que ela ficou na floresta por todo esse tempo e que foi “tomada” por algo ou alguén. Vamos descobrir mais sobre ela logo logo.

FLASH-SIDEWAY
Aqui temos a Kate fazendo o que sabe: fugir. Ela recebe ajuda de um desconhecido para tirar as algêmas e acaba se encontrando com Claire. Não só se encontra com ela, mas a leva a hospital pois as contrações da Claire iniciam-se.

No hospital, o obstreta que vai cuidar de Claire não é ninguém mais, ninguém menos do que Ethan. Aquele mesmo. Só que é um Ethan diferente. Ele é um médico atencioso, simpático, realmente cria uma empatia bacana com Claire.

Acho genial esa ideia da realidade paralela. Além de podermos ver o que os Losties fariam caso o avião não caisse, existem certas pistas e certos deja vu de que eles estão conectados com a outra realidade. Percebam o olhar que Kate dá para Claire no momento em que está diz que vai chamar o bebê de Aaron. Me deu arrepios.

Falando em bebê de Claire, uma coisa que eu curti muito no início da série foi a visita que Claire fez ao vidente. Lembram a preocupação que ele demonstrou para com o bebe, dizendo para ela não dar a criança para ninguém? Eis um mistério que nunca foi respondido. Por que diabos ele é tão importante? Creio que não teremos respostas para isso, infelizmente.

Então, como vocês viram a trama não avançou muito, mas adorei o episódio.

– Por B. Knott