Sobre Meninos e Lobos

Clint Eastwood no auge de sua forma como criador.

Se existe um diretor em atividade que eu admiro muito é Clint Eastwood. Dono de uma vasta carreira, ele foi responsável por filmes memoráveis nos quais a trama e as atuações se destacam de maneira brilhante. É o caso deste perturbador e inesquecível Sobre Meninos e Lobos. O filme tem início com três garotos se divertindo em um subúrbio de Boston até que um deles é sequestrado por quatro dias por homens que se diziam policiais. Fica subentendido que Dave foi violentado por eles, algo que obviamente mudou todo o seu destino. A história avança vários anos e encontramos os três na idade adulta. Uma tragédia envolvendo a família de Jimmy faz com que os três voltem a se reencontrar, claro que em circunstâncias inesperadas. Prefiro não revelar mais detalhes da trama para que a experiência não perca impacto. Sobre Meninos e Lobos possui um roteiro construído com inteligência. As investigações vão revelando cada vez mais surpresas ao mesmo tempo em que os personagens ganham em desenvolvimento. Sean Penn, Tim Robbins e Kevin Bacon entregam performances magistrais, principalmente os dois primeiros. Eastwood nos faz passar aqui por mais de duas horas de angústia e tensão. A melancolia e a desesperança parecem permear cada instante de Sobre Meninos e Lobos, culminando com um final que faz jus a tudo o que vimos antes. Provavelmente, se o filme acabasse uns 5 minutos antes a minha nota seria 10.

Nota: 9

Além da Linha Vermelha

Título original: The Thin Red Line
Ano: 1998
Diretor: Terrence Mallick

O diretor Terrence Mallick tem praticamente 40 anos de carreira, mas apenas 5 filmes realizados. Isso mostra que ele não faz filmes apenas por fazer. Quando inicia um trabalho, Mallick se dedica completamente a ele, criando obras que sempre trazem um significado. Em Além da Linha Vermelha ele utilizou vários atores importantes do cinema para mostrar um pouco do que foi a campanha do Pacífico na Segunda Guerra Mundial. John Travolta, Sean Penn, Jim Caviezel, Adrien Brody, John Cusack, George Clooney e Woody Harrelson são alguns dos nomes que fazem parte deste elenco de respeito.

É um filme de guerra, mas a abordagem é um pouco diferente do que estamos acostumados. O ritmo é peculiar. Mallick nos conduz pela história de cada soldado sem pressa alguma. Existem narrações em off de vários personagens. Elas mostram o sentimento deles em relação a guerra, ao inimigo e a raça humana como um todo.. Fui completamente absorvido por este filme de guerra intimista, que tem um trabalho fantástico de fotografia de John Toll. Ele explora muito bem os cenários naturais, concebendo imagens belíssimas com um ar poético.

As batalhas são poucas, mas quando acontecem mostram toda a habilidade de criação de Terrence Mallick. Ele as filma de uma maneira elegante e empolgante, como um ballet de tiros e sangue. Além da Linha Vermelha tem suas falhas, como o roteiro que basicamente vai do nada a lugar nenhum, mas é uma experiência única e arrebatadora, se você entrar no clima.

Nota: 9