Os Melhores Filmes de 2010

Para finalizar o 1º Prêmio Intratecal a categoria mais bacana: os melhores filmes lançados no Brasil em 2010. Quem acompanha o blog já imagina o vencedor…

OS MELHORES FILMES LANÇADOS NO BRASIL EM 2010
1 O Segredo dos Seus Olhos (Juan José Campanella, 2009)



Um filme completo. É possível encontrar amor, humor, um plano-sequência cheio de energia dentro de um estádio de futebol, violência e aquele tipo de final que te marca para sempre.

2 A Rede Social (David Fincher, 2010)

Serve como um retrato de uma geração. Fincher dá vida a um roteiro fabuloso escrito por Aaron Sorkin e para completar ainda temos uma ótima trilha sonora feita por Trent Reznor.

3 Amor Sem Escalas (Jason Reitman, 2009)

George Clooney, Vera Farmiga e Anna Kendrick estão incríveis neste filme que cativa do começo ao fim, seja pelo humor que oferece, pela emoção que transmite e por lidar com assuntos delicados, como ter que demitir alguém ou ter que repensar as próprias escolhas de vida.

4 Como Treinar o Seu Dragão (Dean Deblois e Chris Sanders, 2010)

Encantadora animação que triunfa tanto nas cenas de ação, como nas cenas intimistas, algo que eu não tinha visto um desenho conseguir até então.

5 Guerra ao Terror (Kathryn Bigelow, 2009)

A diretora Kathryn Bigelow imprime um clima de tensão que dura o filme todo, feito para ser celebrado. Além disso, a performance memorável de Jeremy Renner eleva a qualidade desse merecido vencedor do Oscar.

6 Atração Perigosa (Ben Affleck, 2010)

Não oferece nada de novo para o gênero, mas o ótimo roteiro e a direção segura de Ben Affleck transformam Atração Perigosa em um dos grandes do ano. Ben Affleck confirma ser um grande diretor de atores e também mostra que sabe criar empolgantes cenas de tiros e perseguições.

7 A Estrada
(John Hillcoat, 2009)

Finalmente o tema do mundo pós-apocaliptico é utilizado com maestria. A força de vontade de um pai para cuidar do filho em um ambiente hostil é mostrada com muita intensidade pelo diretor John Hillcoat. O escritor Cormac McCharty deve ter ficado feliz com o resultado. Viggo em uma atuação de muita qualidade.

8 Ilha do Medo
(Martin Scorsese, 2010)

Uma história intrincada torna-se um thriller memorável nas mãos de Scorsese. Muito suspense e algum mistério em mais uma ótima atuação de Leonardo DiCaprio.

9 O Profeta
(Jacques Audiard, 2009)

O “profeta” do título é um dos personagens mais interessantes de 2010. Acompanhamos a ascenção dele no mundo da prisão e do crime com um interesse que aumenta a cada minuto.

10 Direito de Amar (Tom Ford, 2009)

Talvez sem a ótima atuação de Colin Firth o resultado não tivesse sido o mesmo. De qualquer forma, Direito de Amar é uma obra dirigida com extremo zelo por Tom Ford, que nos comove com uma história naturalmente tocante.

Por pouco: Vírus, Mother – A Busca Pela Verdade, Kick Ass, A Origem, Toy Story 3, Never Let Me Go e Mary and Max.

/bruno knott

Amor Sem Escalas

Título original: Up In The Air
Ano: 2009
Diretor: Jason Reitman

Ryan Bingham (George Clooney) tem um emprego complicado. Ele é contratado para fazer demissões. Quando um chefe não tem coragem suficiente para demitir seus próprios empregados ele recorre a pessoas como Ryan. Acompanhamos várias demissões realizadas por ele e percebemos que não é fácil. A reação dos demitidos varia, mas todas são passadas de uma maneira extremamente convincente, mesmo porque alguns não são atores de verdade, são pessoas comuns compartilhando um dos piores momentos da vida.  No mínimo, tocante. Ter esse emprego faz de Ryan um viajante. Ele é um colecionador de milhas aéreas e é muito interessante acompanhar a rotina dele nos aeroportos e nos hoteis. Isso tudo faz Ryan ser como é. Um cara que quase não para em casa e que não tem tempo para criar conexões fortes com alguém. Ele não tem mulher, não tem filhos e está feliz assim.

Sua rotina tão amada está prestes a virar passado, pois Natalie Keener – uma nova funcionária da empresa – tem uma ideia que vai aumentar os lucros: ao invés de viajar até uma cidade distante para demitir alguém, porque não fazer isso via internet, por uma video conferência? O Chefe gosta da ideia e está irredutível. Mas antes, ele pede para Ryan treinar a moça da maneira antiga, isto é, frente a frente com demitido.

Vamos lá. Primeiramente quero dizer que aproveitei cada minuto desse filme. Sabe quando nem vemos o tempo passar? Aconteceu comigo aqui. Ele é tão agradável, feito com tanta inteligência e habilidade que você tem que se render a ele. Muitas coisas são abordadas, desde ironias relacionadss a ambição sem limites que temos no trabalho, como situações que nos fazem pensar sobre a nossa própria vida. Será que fazemos o que gostamos? Estamos felizes? É importante ter alguém ao seu lado para compartilhar experiências? Ele consegue nos fazer rir e nos emocionar de uma maneira sincera.

George Clooney merece ser indicado ao Oscar, pois o que ele conseguiu em Amor Sem Escalas é algo espetacular. Um exemplo é a cena em que ele tem que incentivar o seu cunhado a casar, mesmo indo contra a sua filosofia de vida. Percebam as discretas reações do Clooney quando o cunhando fala do que o aguarda após um casamento. Excelente. As músicas ajudam a aumentar a qualidade das cenas, pois foram colocadas de maneira precisa, nos momentos certos.

É um feel good movie? Não exatamente, mas é difícil não sair com um sorriso da sessão.

Nota: 9

– Por B. Knott