Poucas premissas são tão intrigantes e originais como essa de Another Round, filme mais recente do dinamarquês Thomas Vinterberg.

Quatro professores de ensino médio resolvem colocar em prática uma inusitada teoria: o ser humano funciona melhor com uma certa quantidade de álcool no sangue, no caso, 0,5%. Parece que um filósofo norueguês disse que as pessoas nasciam com essa quantidade e depois a perdiam. Nada mais justo que voltar para essa concentração para ficarmos completos, não é mesmo?

É isso o que esses professores que estão com seus quarenta e muitos anos de idade começam a debater. Na verdade, eles decidem fazer um estudo usando eles mesmos de cobaias. A ideia é ficar durante todo o horário de trabalho com 0,5% de álcool no sangue e notar as diferenças.

Cada um deles enfrenta algum tipo de drama pessoal. Nosso foco fica em Martin (Mads Mikkelsen), um professor claramente desmotivado, introspectivo, que fala para dentro e deixa os seus alunos sempre de saco cheio de suas aulas. Em casa as coisas também não vão bem, principalmente com a esposa. O fogo da paixão parece já ter abandonado o casal há muito tempo.

Quando o ‘estudo’ tem início as coisas começam a mudar rapidamente. Martin fica mais animado e criativo, principalmente nas aulas. Ele consegue extrair reações entusiasmadas de seus alunos, algo que parecia impossível anteriormente. Dentro de sua bolsa uma garrafa de vodka explica essa sua nova atitude.

Seus amigos Tommy, Nikolaj e Peter também experimentam uma grande melhoria nos seus trabalhos e relacionamentos. O álcool é de fato o melhor lubrificante social. Só que não podemos esquecer que a diferença entre o remédio e o veneno está na dose.

Se essa quantidade de álcool os faz se sentirem livres de certas amarras sociais e permite um desempenho melhor no trabalho, quando eles decidem aumentar o número as coisas mudam.

Claro, é extremamente divertido vê-los em uma festa tomando porres épicos, mas logo percebemos o quão prejudicial isso pode se tornar. Alcoolismo é uma doença grave.

A dependência do álcool tem um potencial enorme de destruir famílias e vidas. E Another Round exemplifica que esse lado ruim do álcool pode ser uma evolução natural dependendo da pessoa. As vezes o poço parece não ter fundo.

Mas fiquem tranquilos. Another Round não é um filme panfletário e mão do diretor está longe de ser pesada. A trama dá exemplos de como a euforia de algumas doses de álcool pode se transformar em algo pior do que uma ressaca sem apelar para lições de moral. Essa é uma experiência leve, engraçada e divertida na maior do tempo, mas os alertas estão presentes.

Tudo culmina em um final catártico, daqueles que nos fazem amar cada vez mais o cinema como um todo. Mads Mikkelsen brilha intensamente e fecha sua atuação com chave de ouro.

Um brinde a um dos melhores filmes de 2020!

Nota: 9.5