A exuberante beleza do imperfeito

Battle Born é um passo um tanto inesperado na carreira do The Killers. Este quarto álbum difere bastante do antecessor Day & Age e compartilha certos elementos de Hot Fuss e Sam’s Town sem parecer uma evolução natural deles. Eles tomam um caminho arriscado e entregam um trabalho que fascina mesmo sem ser coeso. Mas não é uma audição tão fácil em um primeiro momento. É necessário absorvê-lo aos poucos para aproveitar a sua essência.

O próprio Brandon Flowers já criticou o álbum dizendo que eles estavam sem rumo na época. Pode ser, afinal temos aqui uma mistura de músicas com arranjos elaborados como Flesh and Bone e Battle Born, várias baladas como The Way it Was, Miss Atomic Bomb e Heart of Girl, um rock mais tradicional em A Matter of Time e até uma animada e dançante pegada country em From Here On Out. E claro, há também a Runaways, que é a música que mais representa o The Killers como o conhecemos.

Apesar dessa aparente bagunça, são vários os destaques. A banda não tem medo de soar piegas eventualmente e isso até contribui para a experiência. Há muito coração e sentimento nas letras. Relacionamentos e seus percalços, a angustia de se sentir perdido e o orgulho de pertencer a um local são alguns dos temas abordados. Tudo muito bem potencializado pela voz intensa de Flowers.

Com considerável influência de U2 e Bruce Springsteen, o The Killers quis soar melancólico e grandioso. Battle Born tem material para ser cantado em uníssono em shows, mas também é uma bem-vinda companhia para audições solo em dias reflexivos.

Se você não foi com a cara do álbum inicialmente vale a pena dar mais uma chance. Essa é uma pequena e injustiçada obra-prima. Só não espere encontrar outro Hot Fuss.

***

The Killers – Battle Born (2012)

1. Flesh and Bone *
2. Runaways *
3. The Way it Was *
4. Here With Me
5. A Matter of Time
6. Deadlines and Commitments
7. Miss Atomic Bomb
8. The Rising Tide
9. Heart of a Girl *
10. From Here On Out
11. Be Still *
12. Battle Born

Melhor: Runaways
Pior: The Rising Tide

***

– A ótima Prize Fighter acabou ficando de fora do álbum:

The Way it Was ao vivo é puro sentimento:

– The Killers mandando bem demais no Letterman com Runaways: