Ainda que Sam’s Town não tivesse tantos hits como Hot Fuss, o The Killers mostrou com o segundo álbum que buscaria o sucesso se levando cada vez mais a sério. A ambição de Flowers começa a ficar nítida. Focando na guitarra e deixando os sintetizadores em segundo plano, vemos aqui um The Killers em processo de amadurecimento. Em termos de letras isso fica evidente graças aos momentos intimistas, nos quais a banda reflete sobre experiências vividas em sua adorada Las Vegas.

Sam’s Town nos presenteou com as já clássicas When You Were Young, Bones, Read My Mind e For Reasons Unknown, mas há também outros boas canções como a faixa título e a subestimada balada My List. Não dá para negar a pesada influência de Springsteen, U2 e até Beatles. Influencias respeitáveis, eu diria.

É uma pena que nessa época Flowers deu declarações pretensiosas, como quando afirmava que este era um dos melhores álbuns dos últimos 20 anos e que iria manter o rock vivo. Esse estilo arrogante pegava mal e era pra lá de artificial. Ainda bem que eles abandonaram isso rapidamente.

The Killers – Sam’s Town (2006)

1. Sam’s Town *
2. Enterlude
3. When You Were Young *
4. Bling (Confessions of a King)
5. For Reasons Unknown *
6. Read My Mind *
7. Uncle Johnny
8. Bones *
9. My List
10. This River is Wild
11. Why Do I Keep Counting?
12. Exitlude

Melhor: For Reasons Unknown
Pior: Uncle Johnny

***

– O clipe de Bones foi magistralmente dirigido por Tim Burton, confere aí:

– Essa performance de When You Were Young no The Roayl Albert Hall foi histórica: