Caso você nunca tenha assistido a um filme de Federico Fellini, saiba que A Estrada da Vida é uma excelente opção para iniciar uma imersão na carreira do diretor. O filme está em uma transição entre o neorrealismo italiano e o cinema autoral de Fellini, fazendo da experiência algo acessível e não menos fascinante. Em uma Itália miserável após a Segunda Guerra Mundial, presenciamos nas primeiras cenas uma jovem sendo vendida pela própria mãe para um brutamontes que tem como principal habilidade quebrar correntes com a força do peitoral.

A jovem se chama Gelsomina. Ela nos encanta do início ao fim graças a atuação de Giulietta Masina. Se Zampanó é o neandertal violento, Gelsomina é a pureza e delicadeza em pessoa. O contraste entre os dois é gritante. Apesar de ser vítima de agressões morais e até físicas, Gelsomina parece nutrir algum apreço por Zampano e o casal percorre vilarejos exibindo um pequeno show de variedades.

Há um ar cômico chapliniano em Gelsomina, mas há também um olhar profundamente triste. Em várias situações Zampanó humilha Gelsomina, que fica desamparada e sem saber muito o que fazer. Ela se anima ao conhecer o Tolo, um equilibrista que se transforma em um desafeto de Zampáno. As hostilidades entre eles tem um resultado impactante para todos.

Havia possibilidade de Gelsomina tomar as rédeas da vida? Zampano poderia se redimir e se humanizar? A cena final é daqueles momentos históricos do cinema que ficam eternizados na memória de quem vê.

Em A Estrada da Vida presenciamos elementos que se tornaram marcas registradas de Fellini, como a presença do circo e sequências que se passam na costa do mar. Mais do que isso, já notamos aqui a capacidade do diretor de criar algo extremamente pessoal capaz de emocionar a maioria das pessoas. Isso é para poucos.

 

Nota: 9.5

Título Original:  La Strada
Ano: 1954
Direção: Federico Fellini
Roteiro: Federico Fellini, Tonino Guerra
Elenco: Anthony Quinn, Giulietta Masina, Richard Basehart
Oscar: Melhor filme estrangeiro (vencedor), Melhor roteiro original (indicado)