Chernobyl 1×02 – Please Remain Calm | Crítica

Depois do intenso e inesquecível pesadelo que foi o primeiro episódio, Please Remain Calm nos mostra o alto escalão soviético ainda tentando compreender a magnitude do que aconteceu em Chernobyl. É revoltante ver como muitos ainda queriam fazer vistas grossas diante do perigo de tudo aquilo. O professor Valery Legasov basicamente tem que pedir desculpas para explicar a urgência da situação.

Em um diálogo que serve para que o público leigo (como eu) tenha uma ideia de como funciona uma usina nuclear, Valery convence o vice-presidente do Conselho de Ministros Boris Shcherbina da ameaça que toma conta da atmosfera do leste europeu.

Mas esse desastre pode alcançar proporções ainda maiores. A física Ulana Khomyuk explica que uma nova e ainda maior explosão pode ocorrer se medidas urgentes não forem tomadas.

Três pessoas terão que se sacrificar pela nação. A ideia é entrar na usina para abrir as válvulas e esvaziar o tanque. Conseguimos ter uma noção do que esses três sentiram ao colocar seus pés na água radioativa. Novamente, a tensão é trabalhada com maestria, culminando em uma cena final de deixar qualquer um aflito.

Please Remain Calm também mostrou a situação do hospital local repleto de pacientes com os mais variados sintomas da radiação. Caos total.

E que tal toda uma cidade ter que ser evacuada por causa da explosão? As pessoas simplesmente tiveram que abandonar tudo o mais rápido possível graças a incompetência dos responsáveis pela usina.

A ideia de construir uma usina nuclear para se impor perante o resto do mundo já é condenável, mas tão ruim quanto isso é não possuir alguma estratégia definida para diminuir o impacto de um desastre. Bom, com tanta negligência e desinformação isso deveria ser a última preocupação dos responsáveis pela usina.

A minissérie Chernobyl está funcionando tanto como drama como um lembrete de como aqueles que estão no comando quase sempre são os menos preparados para tal.

Nota: 8

2 comentários em “Chernobyl 1×02 – Please Remain Calm | Crítica”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s