Game of Thrones: “And Now His Watch is Ended” Crítica

A terceira temporada segue em altíssimo nível. Reviravoltas, surpresas, traições e violência foram a tônica deste episódio.

Jaime Lannister está na pior. Ele está sendo constantemente humilhado por Vargo e o seu grupo. É cruel demais fazer ele andar com a mão amputada amarrada no pescoço como se fosse um colar. Jaime está sem totalmente quebrado, mas ele tem Brienne para tentar elevar seu espírito. Aparentemente, um forte laço entre os dois foi criado. O arco narrativo de Jaime está empolgante. Ele já é um dos meus personagens preferidos.

Falando em personagens preferidos, Varys teve bastante destaque aqui. Descobrimos como ele virou eunuco e o que ele tem feito a respeito da pessoa por trás disso. Varys pode ser cruel. Cruel e inteligente. Assim como Mindinho, ele é uma incógnita. Apenas sabemos que ambos geralmente conseguem o que desejam.

Margaery está manipulando Joffrey com sabedoria. O pirralho assassino está basicamente nas mãos de Margaery e isso deixa Cersei cada vez mais preocupada. A futura rainha já caiu nas graças do povo e até Joffrey foi celebrado. Convenhamos, que povinho sem memória, não é?

Do outro lado da muralha o caos toma conta. Esfomeados e fatigados, alguns patrulheiros se cansam do arrogante Craster e se rebelam. Infelizmente, sobra para o comandante Mormont. Sempre achei que algo assim poderia acontecer, afinal muitos dos corvos são assassinos que não levam desaforo para casa. Só não esperava que Mormont também fosse pagar o preço. A patrulha já estava enfraquecida, agora após essa traição ela vai ficar em frangalhos. E não se esqueçam, selvagens estão para invadir Castelo Negro.

E que jogo psicológico doentio foi feito com Theon. Ele achava que estava escapando, botou para fora tudo o que sentia, mostrou-se arrependido e no final das contas voltou exatamente para onde estava. Este é o bastardo de Roose Bolton. A loucura dele é imprevisível. O sofrimento de Theon está apenas começando.

Quem brilhou de um jeito grandioso foi Daenerys. Finalmente a mãe dos dragões mostrou que pode ser uma peça a ser temida na guerra dos tronos. Ela tem os imaculados, ela tem dragões e também tem atitude. Não houve clemência para os senhores de escravos. Agora ela tem seguidores que a respeitam e a admiram. E ela quer atravessar o mar e tomar o que já foi da família dela. Com esse exército poderoso e os três dragões cada vez maiores vai ser difícil alguém fazer frente a ela.

Nota: 9.1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s