Game of Thrones: “The Pointy End” Crítica

Game of Thrones | 1×08 – The Pointy End

O roteiro de The Pointy End coube ao próprio George RR Martin e, como era de se esperar, ele executa o trabalho demonstrando o seu talento.

Basicamente todos os núcleos tiveram seus momentos de destaque. Tudo começou com energia e violência. A guarda real destroçou o que restava dos nortistas em Porto Real. Coube ao braavosi Syrio Forel defender Arya Stark. Talvez se o lendário espadachim tivesse uma arma um pouco mais confiável do que uma espada de madeira o seu destino poderia ter sido outro.

Falando em destroçar, as coisas foram igualmente violentas do outro lado do mar estreito. Os dothraki expressam sua proverbial selvageria ao pilhar, estuprar e matar um povo indefeso. Khaleesi sentiu pena de algumas mulheres e fez o que pôde para impedir que elas tivessem um destino cruel. Isso culmina em um rápido duelo entre Khal Drogo e um dothraki que o questionou. Esse dothraki acabou literalmente sem a língua e boa parte da garganta. O Khal sofreu um corte que não parecia ser grande coisa, mas sabemos no que vai dar.

Vamos prestar mais atenção nas palavras de Osha? Para ela, o maior erro é levar o exército para o sul. O maior problema que Westeros vai enfrentar está vindo com o vento gelado do norte, para lá da muralha. Ela é do povo livre e sabe o que diz. Quem sentiu isso na prática foi a patrulha da noite. Jon Snow teve que lidar com um tipo de zumbi de gelo, afinal um homem que estava morto voltou a vida e com vontade de matar o que visse pela frente. Eis aí Game of Thrones mostrando o seu lado sobrenatural e de fantasia. Esse universo é muito rico.

Gostei de ver Robb assumindo responsabilidades e partindo para a batalha, mesmo com medo. Como bem lembrou Theon, só um tolo não teria medo nessa situação. Estamos torcendo para Robb, mas os Lannisters estão ganhando o controle de tudo em Porto Real. Joffrey está no trono e é ‘auxiliado’ pela mãe. Jaime irá substituir Sor Barristan na Guarda Real e Tywin Lannister será o novo Mão do Rei. Aliás, tivemos aqui um frio encontro entre Tyrion e o pai. Já podemos ver que o relacionamento dos dois não é dos melhores. De qualquer forma, o anão traz para ele mais alguns soldados para o imenso exército.

Enquanto isso, Ned Stark apodrece nos calabouços do castelo. Após um pedido de Sansa, Joffrey parece que poderá poupar a vida de Ned, mas ele terá se rebaixar às vontades do pequeno maniaco.

The Pointy End foi um daqueles episódios que preparam as coisas para o desfecho da temporada. Muita coisa aconteceu, mas algumas cenas se arrastaram um pouco e não tiveram o mesmo impacto e importância de outras.

Nota: 8.4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s