Game of Thrones | 1×07 – You Win or You Die

A trama de Game of Thrones chegou em um momento chave. Tudo o que vimos anteriormente estava convergindo para esse ponto. Ned Stark é justo e honrado demais para disputar o jogo dos tronos. Os avisos não foram poucos. Cersei deu indícios do que era capaz ao dizer que no jogo dos tronos ou você ganha ou você morre. Infelizmente, Lorde Stark não conseguiu imaginar a que ponto ela poderia chegar. Ele achava que a assinatura do rei seria o seu salvo-conduto. E para piorar, não aceitou uma aliança temporária com Renly e confiou em Mindinho. Ned teve que ver toda sua guarda aniquilada diante dos seus olhos e agora tornou-se cativo.

Que tal a primeira ordem do colérico Joffrey como rei? MATEM TODOS ELES, bradou o repulsivo filho do incesto.

E como vai ficar a situação de Sansa e Arya agora?

Houve bastante movimento também do outro lado do mar estreito. Jorah estava com o perdão do rei na mão, mas no último momento decidiu evitar a morte de Daenerys por envenenamento. Toda a cena com o comerciante foi primorosa. Nos resta adivinhar o que se passa na cabeça de Jorah.

Essa tentativa de assassinato despertou a fúria de Khal Drogo. Ele gritou para todo o mundo ouvir que ele irá atravessar o mar e vai tomar Westeros para ele. A imagem de dezenas de milhares de dothrakis ensandecidos e com sede de sangue é aterrorizante.

Jon Snow e a Muralha finalmente voltaram a aparecer. Está na hora do juramento e em um primeiro momento Jon ficou furioso ao saber que não foi designado para ser um patrulheiro. Caberá a ele a tarefa de cuidar das necessidades do comandante. Mas como bem lembrou Sam, assim ele vai aprender como se tornar um líder.

A pequena excursão através da muralha aumentou o mistério e a tensão em relação a que tipo de seres habitam aquele lugar. A conversa de Osha com Theon revela que muitos acreditam que o lado de lá da muralha é muito mais perigoso do que o lado de cá.

Veremos.

Game of Thrones nos brinda com mais um episódio intenso. Não há tanta ação, mas as intrigas são elevadas a décima potência e os diálogos confirmam a qualidade dos roteiristas e dos atores. Só faltam três episódios de uma das mais brilhantes temporadas de estreia dos últimos anos.

Nota: 9.1