Game of Thrones: “Lord Snow” Crítca

Game of Thrones | 1×03 – Lord Snow

Transpor o vasto mundo criado por George R. R. Martin para a televisão é uma tarefa árdua. Para atingir esse objetivo com qualidade, existe a necessidade de alguma dose de exposição. É o que vemos em Lord Snow. Diálogos entre personagens importantes revelam acontecimentos do passado e estabelecem a dinâmica entre eles. Graças a grande qualidade dos atores e do roteiro, nem ligamos para a exposição.

Mas é claro que isso faz com que as coisas se tornem um pouco mais lentas. Lentas, mas jamais desinteressantes.

Jon Snow passa por maus bocados em Castle Black. Ele percebe que se tornar um patrulheiro da noite está longe de ser algo glamouroso. Snow é sem dúvida o mais habilidoso dentre os novos recrutas, porém ele terá que parar de se mostrar e tentar ajudar os outros a empunharem a espada com alguma destreza. Tyrion serve como um tipo de confidente para Jon Snow e a relação dos dois se fortalece. Mas quem está longe de estar forte é a própria patrulha da noite. O comandante Mormont revela que a patrulha está basicamente minguando, com um número de membros cada vez menor. O povo do sul parece ter esquecido da importância da muralha e seus defensores.

Relatos sombrios vindos do outro lado da muralha são indicações de que o inverno realmente está chegando.

Em Porto Real Ned Stark se depara com mais problemas, inclusive com uma conversa pouco amistosa com Jaime. Graças a irresponsabilidade de Robert Baratheon, a coroa está devendo milhões. Essa e outras notícias pouco animadoras foram dadas por Lord Varys, Petyr, Grande Meistre Pycelle e Renly Baratheon, o pequeno conselho do rei.

Ned Stark recebe uma Catelyn com sangue nos olhos em busca de quem mandou matar Bran, que agora está acordado, aleijado e com amnésia. Ned também mostra que é um excelente pai ao tranquilizar Arya, permitir que ela mantenha a agulha e ainda por cima contratar um espadachim de renome para treiná-la.

Quem também começa a se encontrar é Daenerys. Ela está tomando ciência de que o irmão Viserys é um ser patético e que há poder em ser khaleesi, ainda mais quando se esta grávida do grande Khal.

Episódios levemente arrastados como esse são inevitáveis para nos mostrar quem é quem, ainda mais em um universo cheio de personagens, lugares e motivações.

Nota: 8

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s