cantandonachuva

Nunca fui um grande fã de musicais, mas existem alguns exemplares do gênero que jamais deixam de me empolgar, como é o caso do intocável clássico Cantando na Chuva. É claro que o momento mais memorável se dá quando Gene Kelly dança, canta e sapateia na chuva, porém o filme é recheado de cenas vibrantes e até sensuais, além de funcionar como um retrato preciso e bem-humorado de um período crucial para a sétima arte: a transição do cinema mudo para o cinema falado. O enredo aborda tanto a dificuldade de adaptação de alguns atores, como inúmeras dificuldades técnicas em relação a posição do microfone e a captação de ruídos. Esnobado pelo Oscar, ganhou a admiração dos cinéfilos ao longo dos anos e envelhece cada vez melhor.
9.5/10