the-freshman-1925Quando falamos em humor no cinema mudo, os nomes que nos vem à cabeça são Charles Chaplin e Buster Keaton. O fato é que existiam outros bons comediantes na época, como Harold Lloyd. Tendo como marca seus óculos redondos e seu jeito desastrado, seu personagem fez muito sucesso nos Estados Unidos. Talvez seu melhor trabalho seja O Homem Mosca, sem dúvida uma comédia bem divertida.

Em Calouro ele interpreta um jovem que acaba de ingressar em uma universidade e que tem como objetivo se tornar popular. Os veteranos decidem pregar uma peça em Harold, fazendo ele pensar que alcançou a fama e conquistou a simpatia dos outros alunos. Quando ele descobre que na verdade virou motivo de chacota, decide provar seu heroísmo jogando futebol americano.

Devido a curta duração não há tempo para o filme ficar cansativo, mas existem algumas gags um tanto repetitivas, como as sequências envolvendo um smoking mal costurado. De qualquer forma, Harold Lloyd demonstra grande qualidade no humor físico, além de esbanjar carisma.

As cenas do treinamento do time de futebol americano são hilárias, assim como o grande jogo no fim. São várias as trapalhadas e malandragens criativas que ele utiliza para tentar vencer o jogo. Outro destaque fica por conta dos letreiros recheados de ironia.

Se O Calouro não está no nível de um Chaplin ou um Keaton, pelo menos oferece boas doses de diversão.
7/10