passion-de-jeanne-darc-falconettiA Paixão de Joana d’Arc mostra o momento decisivo de uma das figuras mais emblemáticas da História mundial. O filme foi baseado no material disponível do julgamento de Joana e conta com uma direção precisa e inovadora do dinamarquês Carl Theodor Dreyer e uma interpretação hipnótica de Maria Falconetti.  Trata-se de um dos melhores exemplares do cinema mudo. Há que possa considerá-lo arrastado, mas é difícil não sentir toda a emoção transmitida pelas expressões faciais de Falconetti. O diretor trabalha bastante com closes e ângulos de câmera diferenciados, favorecendo nossa proximidade com Joana e tornando-a totalmente submissa a seus acusadores. Uma experiência grandiosa para todos os cinéfilos.
[10]