anne-hathaway-les-miserables

Esta adaptação musical do clássico de Victor Hugo é um triunfo do diretor Tom Hooper. Vencer o Oscar de melhor diretor por O Discurso do Rei deu a confiança necessária para Hooper investir neste complicado projeto. O resultado foi positivo não só devido ao trabalho do diretor, mas também pela qualidade e intensidade dos atores principais. Hugh Jackman e Anne Hathaway são destaques absolutos, mas Russell Crowe também não faz feio, mesmo sem possuir o melhor timbre do mundo. Sacha Baron Cohen e Helena Bonham Carter garantem um alívio cômico inesperado e muito bem vindo.
A história se passa na França do século 19. Acompanhamos a saga de Jean Valjean após ficar 20 anos preso por roubar um naco de pão, mas que agora vai fazer de tudo para se reerguer financeira e mentalmente. O problema é que no encalço dele está o inspetor da polícia Javert, cuja missão é garantir que Valjean respeite a liberdade condicional. Apesar de relativamente longo, é muito fácil ser absorvido pelas contagiantes músicas e pelo fluido desenrolar da história.
Os Miseráveis nos oferece imagens poderosas e de rara beleza. Trata-se de um espetáculo vibrante de sons, músicas e cores. Ele até pode exagerar no melodrama em alguns momentos, mas isso na verdade acaba colaborando para o resultado final deste épico musical, grandioso em todos os sentidos. Para ser apreciado na telona!
10/10