Houve uma época em que eu chegava do colégio e não tinha nada mais importante para fazer do que torcer para que tivesse algo bom na sessão da tarde. Os Bandidos do Tempo me fez relembrar daquelas tardes que eu passava assistindo a Goonies e semelhantes na TV. Apesar dessa conexão nostálgica, Os Bandidos do Tempo possui certos elementos que podem ser de difícil compreensão para crianças mais jovens, afinal trata-se de um filme de Terry Gilliam.
O ar de aventura é grande nessa ótima história de viagem no tempo. O garoto Kevin é raptado por anões-ladrões que querem sua ajuda. Os anões usam um mapa especial para roubar tesouros de diversas épocas, incluindo aí a Idade Média, Grécia Antiga, a França de Napoleão e até uma parada no Titanic. Não faltam momentos do mais inspirado humor britânico à la Monty Python, principalmente nas cenas em que estamos diante de Robin Hood. E como não poderia deixar de ser, Terry Gilliam nos brinda com sua criatividade peculiar e bizarra, criando situações estranhas, mas empolgantes e cheias de tensão.
Mas vai uma dica: apesar do humor e da aventura, pense duas vezes antes de esperar um final feliz. Gilliam não é Spielberg!
8/10