O filme aposta em uma abordagem cômica do tema zumbis, alcançando relativo sucesso. Demora um pouco até que ele demonstre que não quer ser levado a sério. No início chega a incomodar o amadorismo de alguns atores e até mesmo da direção, mas quando ar exagerado torna-se evidente ele diverte. Sem criatividade alguma em termos de história, A Volta dos Mortos Vivos – Parte 2 acompanha um grupo de pessoas fugindo de zumbis em uma cidade abandonada. O que agrada bastante é a ótima maquiagem dos mortos-vivos, que são nojentos, assustadores e engraçados ao mesmo tempo. São várias as cenas que contam com humor eficiente e diálogos bizarramente engraçados, como aquele que compara câncer com a “doença dos mortos-vivos”. Um dos momentos mais interessantes é quando uma homenagem ao clipe de Thriller é feita, com direito até a um Michael Jackson versão zumbi. Se você aguentar os insossos primeiros minutos, vai ver que o restante do filme compensa o esforço.
IMDb

/b. knott