Demorei um certo tempo para descobrir qual era a deste filme Norueguês. Durante a primeira meia hora eu o estava achando extremamente chato. O suspense e a tensão eram praticamente inexistentes e as tentativas de assustar eram as mais manjadas possíveis. O excesso de clichês estava me incomodando bastante, assim como algumas referências estranhas a Evil Dead, Braindead e O Exterminador do Futuro. Depois de um tempo eu finalmente percebi que Dead Snow não é exatamente um filme para ser levado a sério. As pistas estavam por todos os lados, eu que demorei para entender. O objetivo do diretor é fazer rir e também impressionar com cenas de um gore muito bem feito. Tudo melhora quando os zumbis nazistas aparecem para atormentar a vida dos estudantes de medicina que resolvem passar um tempo em uma casa no meio do nada. Zumbis já são seres violentos por natureza, agora imagine o poder de destruição de um exército de zumbis nazistas sedentos por carne humana. As cenas de batalha são repletas de criatividade e sangue, e as vezes até de vísceras. Você se lembra de algum filme em que uma pessoa se dependura em uma porção de intestinos de zumbis? Não, né?

É mais ou menos isso que dá para esperar de Dead Snow: muito sangue, clichês premeditados, humor, atuações de razoáveis para ruins e um roteiro pífio. O resultado é algo descartável, porém com bons momentos de diversão.
IMDb