Cotação: 8

Quando Frank Darabont resolve adaptar para as telas os livros de Stephen King podemos esperar por algo acima da média. Um Sonho de Liberdade e À Espera de um Milagre não me deixam mentir. Incluo nesta lista o maravilhoso O Nevoeiro, a parceria mais recente da dupla. Muitos falam sobre o final do filme. Alguns odeiam, outros acham a melhor coisa dos últimos tempos. Digo apenas que é excelente, mas que o filme tem várias outras qualidades. O conto escrito por Stephen King é ótimo. Ele faz parte do livro Tripulação de Esqueletos. Frank Darabont toma algumas liberdades e faz escolhas que melhoram o que já era bom.

Como o nome já anuncia, um nevoeiro enorme aparece na cidade. Muitos moradores estão no mercado local em busca de suprimentos quando o misterioso nevoeiro se aproxima. Um homem ensanguentado entra no mercado desesperado, gritando que “há algo no nevoeiro” e aí o filme começa.

Tudo transcorre num ritmo agradável, suficiente para manter nossa atenção e para desenvolver os personagens e seus medos. Demora até todos acreditarem que trata-se de uma verdadeira ameaça e apartir daí as coisas vão ficando cada vez piores. O Nevoeiro é um verdadeiro estudo sobre a raça humana. Ele mostra como alguns podem se comportar de maneira extremamente irracional em uma situação como essa. Mrs. Carmody (Marcia Gay Harden) quer fazer todos acreditarem que o nevoeiro é algo enviado por deus para que todos se arrependam e aceitem o fim.

É impressionante como as pessoas são facilmente manipuladas em momentos de urgência e desespero. Darabont mostra isso e muito mais. Além de permitir várias discussões sobre a sociedade, há muito suspense e terror psicológico e até mesmo um ar bacana de filme B. É uma história rica, que alcança o ápice no devastador, inesperado e irônico final.

Título original: The Mist
Ano: 2007
País: EUA
Direção: Frank Darabont
Roteiro: Frank Darabont, baseado em conto de Stephen King
Duração: 126 minutos
Elenco: Thomas Jane, Marcia Gay Harden, Laurie Holden, Andre Braugher, Jeffrey DeMunn

/bruno knott