Cotação: 6

A franquia estava fadada ao fracasso com as continuações cada vez piores. O prognóstico para um quinto filme não era dos melhores. Surpresa! Predadores não é um grande filme, mas não é uma bomba. Não que seja do mesmo nível do primeiro, mas ele diverte e empolga durante vários momentos. A primeira coisa que vemos é Royce (Brody) caindo de paraquedas no meio de uma floresta. Royce encontra outras pessoas e eles rapidamente descobrem que estão perdidos. Eles não sabem onde estão e nem o que vão enfrentar, mas não parece nada bom. Toda essa parte inicial possui um ar de mistério bem interessante, fazendo lembrar do primeiro Jogos Mortais, por exemplo.

Aos poucos as coisas vão ficando claras para essa seleção de personagens perigosos. Há um membro da yakuza, um assassino, um membro do narcotráfico, um soldado americano e assim por diante. Quer dizer, é um bom grupo para se fazer parte diante de um perigo desconhecido e mortal. Os 30 minutos iniciais tem bastante suspense, com os predadores aparecendo aos poucos. Não os vemos logo de cara. A príncipio, escutamos o som, compartilhamos rapidamente a visão características deles e vemos seus vultos quase invísiveis. Claro que depois podemos satisfazer a vontade de ver esses seres simpáticos.

Tudo corre bem até o surgimento do desnecessário personagem do Laurence Fishburne e do excesso de ação. É uma pena, pois o filme caminhava bem, com um terror psicológico de qualidade e aí descamba para uma sucessão de tiros, explosões e uma câmera frenetica, que não despertam muito o interese e podem até causar sono. Mesmo durante esses momentos irregulares podemos destacar algumas coisas, como uma luta de espada contra o predador (foto), conversas entre Royce e a personagem de Alice Braga e claro, o sangue verde do predador jorrando para todos os lados. Predadores funciona quando empresta alguns elementos do original e quando não exagera nas cenas de ação, o que ocorre durante menos tempo do que eu desejava.


Título original: Predators
Ano: 2010
País: EUA
Direção: Nimród Antal
Roteiro: Alex Litvak, Michael Finch
Duração: 107 minutos
Elenco: Adrien Brody, Topher Grace, Alice Braga, Walton Goggins, Oleg Taktarov, Laurence Fishburne, Danny Trejo, Louis Ozwa Changchien, Mahershala Karim-Ali

.trailer do filme
.IMDb
.site oficial

.twitter cultura intratecal
.canal do youtube

/bruno knott