Gomorra

Título original: Gomorra
Ano: 2008
Diretor: Matteo Garrone

Já vi Gomorrah tentar ser vendido como um Cidade de Deus italiano e lamento. Ambos os filmes retratam duas cidades que estão mergulhadas no crime, mas esta é a única semelhança. As abordagens são completamente diferentes, tanto em termos técnicos, como na maneira que as histórias são contadas. O filme é baseado no livro de Roberto Saviano, que foi corajoso (ou louco?) para escrever sobre a camorra, a máfia de Napoles, no sul da Itália.

Acompanhamos 5 histórias diferentes que se relacionam com o crime organizado de Nápoles das mais variadas formas. Há um menino, Totó, que pretende fazer parte do grupo. Temos dois jovens ingênuos e fãs de Scarface que querem dominar a região. Um alfaiate que decide ganhar uma grana por fora trabalhando para os chineses. Um cara que lucra com o enterro de lixo tóxico e um outro que trabalha levando e trazendo dinheiro.

O detalhe interessante é que não há nenhum chefão na história. Nenhum Don Corleone ou algo assim. O filme desenvolve um painel do crime organizado de uma forma bem palpável. O filme transcorre de uma maneira interessante, mais calma que o normal para filmes desse tipo, o que nos permite sentir o filme e nos importar com os personagens.

Gomorra tem algumas cenas violentas, mas, o mais perturbador é constatar que Nápoles é uma cidade completamente consumida pelo crime, assim como grande parte das importantes cidades do mundo.

Nota: 4/5

12 comentários em “Gomorra”

  1. Eu confesso que vi uma matéria deste filme, em um site, achei que era algo preenchido de muitos clichês. Mas, preciso realmente conferir a abordagem. Abração e obrigado pelos comentários e presença no Apimentário.

  2. Apesar de esperar um pouco mais do filme (muitos chegaram a chamá-lo de “obra-prima”), sem dúvida “Gomorra” é um dos melhores italianos do cinema recente. Muito interessante a ligação entre todas as histórias.

  3. Acho que fui uma das poucas pessoas a não achar este filme tão brilhante assim… Acho que a diluição do roteiro em várias histórias chega a ser prejudicial e o longa não causa metade do impacto que eu esperava que ele causasse em mim.

  4. Vi você em meu blog, seja bem-vindo! E vi que me linkou aqui, obrigado mesmo, também vou te linkar lá =)

    Ainda preciso ler o livro que fiquei interessado. Sobre o filme acho que li uma vez uma matéria na revista Super Interessante, mas não tenho certeza. Enfim, ainda bem que disse [ainda que em outros sentidos…] que não é um Cidade de Deus se não eu já ia cair fora. Ainda não consigo engolir esse longa brasileiro.

    Abraço!

  5. Um filme cru e directo que espelha uma realidade autêntica. A história joga com as emoções de todos nós, tão desconhecedores do que se passa naquela zona de Itália.

    8/10.

    Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s